nomade digital

Marketing de Afiliados: Como começar?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Com o crescimento constante do número de usuários de internet no Brasil, muitas pessoas estão optando por achar formas de se trabalhar através do seu computador. Por isso, surgem cada vez mais adeptos do Marketing de Afiliados.

Afiliado é aquele que se filia a algum produto e o divulga pela internet. Se caso alguém compre pelo seu link, automaticamente uma comissão cai em seu saldo na plataforma que ele está filiado. 

 

Como se tornar um afiliado?

É muito simples se tornar um afiliado. Primeiramente você precisa se cadastrar em alguma plataforma que possibilita isto. As mais famosas são a Hotmart, Monetizze e Eduzz. Tudo é feito de forma gratuita.

 

A comissão não tem valor fixo. Ela vai depender do quanto o produtor estará disposto a pagar. Mas, a média geral é de 30% até 50%. Considerando que você não precisa se preocupar com nada além de vender, é uma comissão muito boa.

 

Como escolher um produto?

Após o cadastro, você deve se filiar a algum produto. Primeiramente você precisa definir um nicho. Existem muitos: emagrecimento, dinheiro, idiomas, relacionamento, suplementos e etc. Por isso, é importante saber qual o seu gosto, suas preferências e o que você fica mais confortável em falar sobre.

Após escolher o nicho você deve escolher o produto. Neste caso, fique atento à alguns fatores: vende bem? tem uma página de vendas que te convence? Tem um bom suporte? Tem uma grande taxa de devolução?

Estes itens são fundamentais para você escolher um ótimo produto. O preço também conta. No começo recomendo que escolha produtos com preços mais baixos (abaixo de R$100), pois a chance vendê-los é maior.

 

Mas, você deve tomar cuidado, pois, se um produto vende muito bem, significa também que ele está sendo bastante divulgado por outros afiliados. Isto significa que você terá uma concorrência maior.

Como divulgá-lo?

 

Aqui entra a parte mais difícil. Você precisa divulgar seu produto para as pessoas. Sem isto, você não venderá. Por isso, é importante saber todos os meios de se fazer isso. Você pode através de tráfego pago ou orgânico.

 

Tráfego Pago

O Google e o Facebook, além de outras, permitem que você faça anúncios em suas plataformas. Neste caso, você anunciaria o produto no qual você é afiliado. Eles funcionam basicamente da mesma forma: você paga um valor X, e a plataforma mostra sua propaganda para um certo número de pessoas.

Você define gênero, idade, localização e etc. Se conhecer bem o seu nicho, isso pode ser muito rentável. Muitos afiliados trabalham desta forma. Mas, se apoiar só ao tráfego pago pode ser perigoso.

Isso porque as plataformas de anúncios, principalmente o Facebook, possuem algumas regras de condutas, nas quais se forem violadas, você é banido.

Isso significa que você perde momentaneamente sua fonte de renda. Mas, se você não vê problema com isso, é um jeito bem simples de vender. Claro, se você fizer um anúncio bacana. 

 

Tráfego Orgânico

Hoje em dia, a massiva maioria das pessoas entram na internet para ficarem nas redes sociais. Por isso, trabalhar nelas é fundamental. Saiba que as melhores para os afiliados são: Youtube, Facebook e Instagram.

A maioria dos afiliados vivem delas. Produzir um conteúdo bacana nelas converte em vendas mais do que tudo. 

 

Se você conseguir bastantes seguidores, e começar a criar autoridade no assunto, as vendas serão automáticas. Mas, é preciso muita regularidade na criação dos conteúdos. 

 

Facebook 

Aqui você pode criar uma página. Se for do nicho de emagrecimento, por exemplo, você começa a criar conteúdos voltados totalmente para este nicho. Postar receitas, vídeos, imagens ou qualquer outra coisa que tenha a ver com o assunto.

Assim que você começar a ganhar seguidores, poderá “ofertar” seus produtos para eles. É uma forma muito boa de chegar às pessoas.

Youtube

Aqui eu considero o lugar de maior potencial para um afiliado. Isto porque, se compararmos, quantas pessoas vêm vídeos e quantas leem artigos, vimos que o Youtube recebe uma quantidade absurda de pessoas.

Mas, produzir vídeos requer um pouco de estudo. Quanto mais bem feito ele for melhor. Fique tranquilo, ainda sim aqui o conteúdo é mais importante.

Instagram

Assim como o Facebook, no Instagram você precisa criar muito conteúdo (fotos) e ganhar seguidores. A premissa é basicamente a mesma: ofertar seu produto para seus seguidores. 

 

Sites ou blogs

Outra forma é criando um site. Ter um portal de autoridade no assunto pode ser o seu principal alicerce. Por isso, é importante ter uma atenção especial no seu site.

Para ter um domínio próprio, você vai ter que pagar. Porém, perto do retorno que ele pode te dar, o valor é praticamente irrisório.

Porém, aqui você vai ter que, além de produzir muito conteúdo, saber posicioná-lo bem nas pesquisas do Google para que as pessoas cheguem até ele. Isso se faz através de técnicas de SEO.

Listas de e-mails

Depois de criar um site e começar a ter tráfego nele, você precisa criar uma lista. Isto é um conjunto de e-mail que seu usuário deixa para você. Pode ser feito isto ofertando algo em troca, algum e-book ou benefício.

Ter uma lista é fundamental, pois é nela que você vai trabalhar com o marketing de conteúdo. Começar a ofertar produtos regularmente, intercalando com conteúdos bacanas, para sua lista vai te render muitas vendas.

Isso porque, as pessoas que adentraram seu site tem enormes chances de comprar seu produto, pois elas se interessam por aquilo. Basta então apenas algum incentivo de sua parte para isso.

É claro, esta parte vai demandar mais tempo. Aqui falamos de um negócio a longo prazo. Porém, é onde as pessoas que trabalham pela internet fazem suas fortunas.

Qual a importância do SEO para um afiliado?

Bom, basicamente ele é o principal fator que irá fazer um afiliado vender muito. Isso porque sem um trabalho de otimização, poucas pessoas irão chegar até o produto. 


A forma mais duradoura e rentável para se trabalhar neste meio é criando um blog, captando e-mails das pessoas, criando lista para criar conteúdo e produtos para as mesmas. 

 

Então, criar um site bacana, que tem a ver com o nicho é importante. Criar um conteúdo relevante e entregar valor também. Mas, o que vai fazer toda a diferença é o quanto de pessoas irão acessar tudo isto.

Pode ter certeza que os grandes afiliados do mercado sabem disto, e produzem, ou contratam, serviços excelentes de SEO. Para quem está começando é necessário muito trabalho e constância para que o seu site comece a ter acessos. Não é fácil como dizem, porém não é impossível.

On Page SEO

Esta técnica de SEO consiste em toda uma otimização dentro do seu texto. São modificações que você fará na hora de construir seu artigo que irão melhorar a visibilidade dele para com os mecanismos de busca do Google.

Definir e repetir algumas vezes a palavra-chave. Colocá-la nos sub-títulos. Colocar links internos, ou seja, que direcionam para outros artigos do seu site. Imagens e um artigo com mais de 1500 palavras também ajudam.

Off Page SEO

Aqui você precisa que seu link seja direcionado de outros sites, de preferência de autoridade. O Google entende que, se sites com bastante acesso indicam o seu é que ele é de qualidade e aumenta seu rankeamento. 

 

Você pode fazer isto criando guest posts (artigos convidados) nos outros sites, por exemplo.

Essas são apenas duas, mas existem dezenas formas de trabalhar um bom SEO no seu site. Mas, não vou me aprofundar muito, pois este não é o tema central do artigo.

Vale a pena ser um afiliado?

A resposta para isso vai depender de você. Apesar de parecer simples, não é fácil conseguir viver trabalhando assim. Existem muitas dificuldades que um afiliado enfrenta durante o percurso.

Se você não tiver preparado para perder, para se frustrar, para trabalhar duro e não ter retorno, para ser julgado pelas pessoas em sua volta, ser um afiliado não irá valer a pena.

Agora, se você estiver disposto a aprender as melhores maneiras de se vender, disposto a buscar seu sonho sempre, ter constância e principalmente não ter preguiça, ser um afiliado pode te render um ótimo futuro. 

 

Ao longo do tempo você irá observar quais técnicas dão mais certo para o seu nicho. E no futuro você poderá se aventurar em outros nichos, e assim multiplicar os seus ganhos. E, quando tudo estiver indo bem, dar o próximo passo que é virar um produtor. 

 

Conclusão

Conclui-se que Marketing de Afiliado é um ramo da área de Marketing Digital, onde um afiliado revende produtos digitais ou físicos através da internet. 

 

Se tornar um afiliado muito fácil e simples. Porém, divulgar seus links para ganhar bastante dinheiro com isso é algo um pouco mais complexo. É preciso estudo para aprender as melhores técnicas.

Acima de tudo, é preciso muito trabalho. E só tentando e errando muito que você vai aprender o melhor jeito: o seu. Mas, não é algo inviável, pelo contrário, é muito acessível. Basta apenas vontade. 

 

Caso queira saber mais sobre como trabalhar como um afiliado, clique aqui. 

Redação

Redação

Blog voltado para estudantes e profissionais do marketing, design, publicidade e entre outras áreas criativas, levando conteúdo de forma simples.

Comentários

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Criado por WP RGPD Pro