entrevista-de-emprego-nao-fique-nervoso

A carta de apresentação secreta que te coloca na frente dos concorrentes

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Cartas de apresentação não são correspondências de amor. Não precisam conter palavras bonitas. Elas têm um único e específico objetivo: demonstrar a sua capacidade de resolver os problemas da empresa em que quer trabalhar.

Por isso, para criar uma carta efetiva que te coloque na frente dos concorrentes, a consultoria de RH Human Workplace e colunista da Forbes Liz Ryan criou o termo “carta de dor”. 

Ryan sugere que você esqueça suas experiências passadas e foque em mostrar empatia com os problemas da posição desejada.

Mas como fazer isso?

1. Identifique o problema

Suponha que você está se candidatando a uma vaga de gerente de marketing em uma startup. A descrição do trabalho diz que você precisa saber gerenciar equipes, analisar dados e propor soluções.

O que está por trás disso é uma fase de crescimento acelerado. A equipe cresceu e agora é hora de definir melhor os processos. Assim, uma boa carta de apresentação pode começar assim:

Sei que vossa empresa está passando por uma fase de crescimento acelerado e que processos precisam ser organizados. Quando trabalhei na startup X, vivenciei esta mesma situação, inclusive montando times, explorando novos canais e desenvolvendo parcerias. Estou pronto para contribuir da mesma forma novamente”.

2. Ofereça a solução

Sabe como valorizar ainda mais a sua contratação? Aumentando o problema que o recrutador precisa resolver. Cutuque o problema, mostre que ele precisa ser resolvido rápido e que a solução, logicamente, é você.

Nesse ponto, seja específico. Não adianta dizer que é você é resiliente, por exemplo. Você precisa dar um exemplo da sua resiliência.

Voltando para o exemplo de nossa startup, poderíamos destacar o problema da seguinte forma:

Entendo que coordenar equipes exige controle para o alcance de metas. Quando tive essa experiência, estabeleci critérios de prioridade para a resolução de problemas junto ao time. Estes mecanismos foram fundamentais para tornarmos a gestão eficiente”.

3. Conclua de forma confiante

Lembre-se que você não está pedindo um favor ao recrutador. E se você for pedante, vai acabar desvalorizando a oferta salarial que pode receber. É preciso saber valorizar a sua contratação. Portanto, conclua a sua carta com a confiança de quem dá conta do recado.

Uma despedida com “Atenciosamente” é válida, mas mais interessante é acrescentar algo na linha:

“Assim sendo, eu adoraria ter uma oportunidade para conversarmos sobre estes desafios a fim de compartilhar minhas propostas para esta posição”.

Viu? Simples, sucinto e confiante. O que você acha? 

Você chamaria este candidato para uma entrevista?

Boa sorte em seus processos de seleção!

Comentários

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Criado por WP RGPD Pro