Tudo que você precisa saber sobre gestão financeira

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Você está preparado para a gestão financeira da sua empresa? Sabe por onde começar? Já tem em mente o que fazer e o que não fazer nesse processo? Se você quer saber mais, sobre por onde começar e como melhorar a gestão financeira da sua empresa, preparamos dicas atualizadas para a gestão financeira do seu negócio.

O que é gestão financeira?

A gestão financeira é um conjunto de procedimentos administrativos que estão unidos com o planejamento e com a organização das ações dentro da empresa, tais como:

  • O controle dos recursos investidos em cada projeto;
  • As entradas e as saídas (fluxo de caixa);
  • A análise das oportunidades;
  • O controle do patrimônio;
  • A análise do retorno dos investimentos.

Principais erros na gestão financeira da sua empresa

Fazer tudo sozinho

Você precisa dividir a gestão financeira com outras pessoas. De preferência, faça parceria com pessoas ou empresas que entendam do assunto. Assim, você se mantém executando as atividades para as quais estiver melhor preparado.

Se o seu negócio está iniciando, você precisa focar no aumento da cartilha de clientes. Por isso, você terá pouco tempo para a organização das finanças da sua empresa. Nesse caso, você terá duas alternativas:

  1. Fazer sozinho, dividindo seu tempo entre captar clientes e gerir as finanças;
  2. Contratar colaboradores ou iniciar parcerias, focando naquilo em que você é bom!

Se você decidir fazer tudo sozinho, você corre o sério risco de fazer a gestão pela metade. Assim, os problemas inerentes ao controle financeiro manual vão começar a surgir. Ao invés de você dar continuidade no seu negócio, atender seus clientes e aumentar seu alcance, você terá que resolver esses problemas.

Não separar os gastos da empresa dos seus gastos pessoais

Separar seu controle financeiro pessoal da gestão financeira da sua empresa é fundamental. Isso vale, ainda mais, se você for MEI. Nesse caso, a tendência de você misturar as contas pessoais com as contas da empresa são muito maiores. Se você fizer isso, cairá em uma armadilha perigosa!

A separação clara entre suas finanças pessoais e as finanças empresariais é essencial para o crescimento da sua empresa. Além disso, serve como um treinamento para que você veja seus negócios com vida própria. Não adianta você tirar dinheiro do próprio bolso, mensalmente, sem qualquer planejamento para “sustentar” sua empresa.

Mesmo esse investimento mensal progressivo deve ser planejado e descrito como capital de giro do seu negócio. Nesse sentido, é preciso que os gastos da sua empresa sejam pagos com os rendimentos dela; e os seus gastos devem ser pagos com o seu pró-labore.

Por isso, se a sua única fonte de renda é o caixa da sua empresa, defina uma retirada mensal a título de pró-labore.

Não ter reserva para contratempos

Tenha um plano para os contratempos. Você nunca sabe quando algo de errado pode acontecer. Pesquise sobre seguros para o patrimônio da sua empresa. Estabeleça investimentos mensais a título de Reserva de Emergência.

Assim, você estará preparado para inadimplências, atrasos, quebra de contratos e outros desgostos do empreendedorismo. Reserve um valor para que, quando algum imprevisto acontecer, você não precise tirar o dinheiro da sua carteira para manter a empresa em pé.

Deixar o lucro por último

A fórmula mais utilizada para calcular a lucratividade de uma empresa deixa o lucro como último componente. Veja a ordem dos termos:

Citação:

Receita – Despesas = Lucro

Essa fórmula está conceitualmente correta. No entanto, em termos de gestão, é preciso pensar que a lucratividade é mais importante que as despesas. Em outras palavras, você deve pensar primeiro no crescimento da empresa, com um plano de lucratividade; não com um plano de despesas.

Para você saber se pode investir em determinado produto ou em alguma campanha do seu interesse, reorganize a fórmula:

Citação:

Receita – Lucro = Despesas

A fórmula continua correta, mas agora com uma vantagem: você sabe o que pode gastar, mantendo sua lucratividade planejada. Você consegue autorizar gastos com maior precisão. Percebeu como uma mudança simples na sua forma de ver os números faz grande diferença?

A gestão financeira nos investimentos

Um aspecto importante da gestão financeira é a análise dos investimentos. A partir de indicadores, você consegue ter mais tranquilidade para simular hipóteses e decidir se um investimento é válido ou não.

Uma das formas de avaliar o resultado de um investimento é aplicando o Retorno Sobre Investimento (ROI). Você consegue saber quanto a empresa está gastando em cada investimento e, também, prever em quanto tempo esse investimento será compensado.

Nunca esqueça que todo investimento deve retornar de alguma forma. Então, aplique a fórmula do ROI:

Citação:

ROI= [(Receita-Custo)/Custo]*100

Esta é uma fórmula simples que indica o percentual de retorno que um investimento possibilita. Veja o exemplo:

Se você investir R$100,00 em determinada estratégia e, a partir dela, obter um retorno financeiro de R$5.000,00, você terá um ROI de 4.900%. Ou seja, para cada R$1 investido, você obtém um retorno de R$49.

Como melhorar o marketing da sua empresa gastando pouco

Uma área essencial para as empresas que desejam alcançar grande sucesso é o Marketing. Aqui serão desenvolvidas grandes ideias, planejamentos de posicionamento para a sua empresa se destacar no mercado e caminhos de maior potencial de sucesso.

Nessa área o ROI faz uma grande diferença. O cálculo que é realizado com o ROI procura apurar os resultados dos investimentos que foram feitos e pode ser aplicado especificamente a uma campanha de Marketing. Ele mensura quais investimentos estão gerando melhor e pior retorno.

Partindo desse ponto, é possível fazer uma análise básica sobre quais estratégias de Marketing vendem mais. Utilizando o ROI como métrica, a sua empresa vai saber o melhor caminho para a lucratividade.

Alguns questionamentos importantes para validar o seu marketing:

  • Qual o valor que está sendo investido pela empresa nas estratégias de marketing?
  • Essas estratégias estão trazendo lucro ou prejuízo ?
  • As campanhas estão funcionando como o esperado?
  • O Marketing digital está sendo efetivo com quais objetivos (posicionamento, geração de leads, conversão)?
  • O que mais pode ser feito para melhorar os resultados?

Tenha em mente que, para uma boa gestão financeira do seu negócio, todos os investimentos devem dar retorno. Afinal, Marketing que não vende não é Marketing. Além disso, investimento que não retorna pode ser um equívoco de gestão.

Em síntese, faça boas parcerias de negócio e mantenha o controle da sua empresa. Aposte nas estratégias que geram lucratividade. Assuma as despesas que impactam positivamente a sua empresa. Conte conosco para crescer sem freios no seu mercado!

Gabriela Vitória

Gabriela Vitória

Redatora e analista de marketing do GestãoClick, um software de gestão empresarial.

Comentários

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Criado por WP RGPD Pro