Aprenda a criar post que prendam a atenção do leitor!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Hoje vou compartilhar três dicas para deixar seus posts muito mais humanos, pessoais e interessantes para os seus leitores sempre visitarem seu site. Estas dicas são essenciais para quem vai começar com a criação do seu site ou já tem um.

Existem alguns erros que muitos redatores cometem e você precisa estar vacinado e curado para que isso não aconteça com você! Jamais!

 

1 – Escreva de um para um (101)

Dificilmente você lê um texto junto de outra pessoa no mesmo aparelho, revista ou jornal. Geralmente lemos sozinhos em nosso PC, celular ou tablet. Então escrever de você para o seu leitor (no singular) e não para os seus leitores, é o mais correto.

 

Evite coisas do tipo: – Olá gente – Como vocês sabem – Me contem…

* Claro que há exceções dependendo do conteúdo do post, ok? Esse tipo de formato funciona mais para vídeos.

 

Se no seu texto você conseguir fazer com que o leitor sinta-se mais próximo de você, consequentemente ele irá ler mais do seu texto e mais dos seus outros textos, isso cria uma conexão imediata, principalmente com aquele leitor de primeira viagem.

 

Outro ponto é: escreva como você fala. É claro, com bom senso. Leia seu texto e se pergunte se ele passa pelo “filtro amigo”. O filtro amigo é para testar aquele texto que você escreve como se fosse diretamente para seu melhor amigo.  Se o texto passar por esse filtro e soar natural com um tom amistoso… Tarefa completa!

Sem linguagem complicada… saiba que a sua personalidade é um dos motivos mais fortes pelo qual seus seguidores te seguem.

 

2 – Seja sentimentalista!

O grande sucesso dos Youtubers é a questão de falarem de si mesmos. Gostamos quando uma pessoa acrescenta detalhes e coisas mais pessoais em qualquer conteúdo. Portanto, use metáforas, algumas gírias e abuse da linguagem conotativa para envolver o leitor no seu universo.

Um exemplo:

 

➢ “Eu me aproximei, então nos beijamos apaixonadamente”

 

Vs

 

➢ “Então minha respiração estava rápida, meus ombros contraídos e simplesmente não conseguia pensar em mais nada. Ela finalmente estava na minha frente e se aproximava lentamente. Então nossas bocas se tocaram e meu coração explodiu. De repente, o mundo parou de girar – era um sonho se realizando.”

 

É claro que este é um exemplo exagerado para você sentir o que estou te ensinando aqui. Nunca substitua sentenças claras e objetivas por excesso de palavras para explicar coisas simples – você pode confundir o leitor. Pode-se por um pouco da sua personalidade e de como você se sentiu quando algo aconteceu, até mesmo em um texto mais informativo:

 

➢ “Ontem houve dois assassinatos em minha cidade”.

 

Vs

 

➢ “Ao chegar em casa, cansado do trabalho me joguei no sofá, liguei a TV e fiquei completamente espantado: dois assassinatos só aqui na minha cidade ontem a noite! Você não faz ideia do medo que senti, a ponto de trancar a porta naquele momento, mesmo tendo portão.

 

A ideia de por um toque pessoal e sentimental no seu texto não significa torná-lo um texto literário, é apenas sair desse mundo concreto dos jornais, revistas e livros (técnicos). A linguagem digital tem que ter uma diferenciação. Até os jornais já estão se adequando a uma linguagem menos intelectual e mais informal. Isso se dá pelo fato da comunicação direta. Tente “amaciar” sua escrita e parar de soar como um operador de telemarketing que usa um roteiro.

 

3 – Coloque o leitor dentro do seu texto

Essa é uma dica que procede à primeira. Quando você, aos poucos vai colocando o leitor dentro do seu texto, mais ele se sente coagido a ler até o fim. Me responda: – qual a palavra que você mais ama no mundo?

O SEU NOME!

Mesmo que você não vá escrever o nome da pessoa no seu texto (exceto em newsletters), use o pronome de tratamento VOCÊ. Com isso, você consegue criar um clima íntimo com o leitor.

 

Exemplo:

 

➢ Você já se sentiu como se fosse o único tentando abrir um negócio sozinho?

➢ Você sabe por que eu me separei?

➢ Agora, você acha eu deveria ir até lá? Pois é, eu fui!

➢ Você vai rir do que eu vou dizer agora…

➢ Eu imagino que você se sentiria da mesma forma…

 

Com essas três dicas, você escreverá textos que fluam muito mais e soam como um ser humano por trás da tela, não como uma máquina. Até em textos mais técnicos você pode trazer o leitor para perto. Pratique cada dia mais e você verá como os leitores irão querer a participar mais dos seus posts comentando e compartilhando.

Redação

Redação

Blog voltado para estudantes e profissionais do marketing, design, publicidade e entre outras áreas criativas, levando conteúdo de forma simples.

Comentários

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Criado por WP RGPD Pro