Como o Inbound Marketing pode ajudar um e-commerce

No atual momento, em que a transformação digital já deixou de ser uma simples opção e se tornou uma solução, ter uma loja virtual é a saída para agilizar os processos de vendas do seu negócio.

O público cada vez mais utiliza ferramentas digitais, cada vez mais frequenta redes sociais e, quando procura por um produto ou serviço, não hesita em usar um smartphone para fazer as pesquisas.

Diante desse ambiente digitalizado e de consumidores conectados com tudo o que envolve a internet, o público é bombardeado por informações. 

Mas como atrair o olhar do público para o seu e-commerce em meio a tantos outros conteúdos espalhados no ambiente online? Como se tornar um diferencial diante de tanta informação?

É aí que entra em cena esse tal de Inbound Marketing. Ele conta com características que auxiliam a destacar a loja virtual para o seu público de consumidores. Saiba mais sobre como ele pode auxiliar um e-commerce nos tópicos abaixo. 

Inbound Marketing – Atração é tudo

Ninguém duvida que a presença digital é o combustível para fazer qualquer empreendimento obter altas vendas. Quem não está na internet não é visto. Mas não basta colocar a loja na web, é necessário mostrar que ela está de portas abertas para os usuários.

Posto isso, é preciso atrair o público para ela. E é nesse contexto que o Inbound Marketing surge para ajudar o seu e-commerce.

De um modo bem sucinto, podemos afirmar que o Inbound Marketing consiste em uma série de estratégias que possuem o objetivo de atrair e converter o público-alvo de um determinado negócio.

Além disso, é importante lembrar que o Inbound Marketing não possui as características da publicidade convencional, pois ele não visa “correr atrás” dos consumidores. 

Para fisgar os clientes, o Inbound Marketing utiliza as técnicas de SEO, o a disseminação de conteúdos, e-mail marketing e estratégias em redes sociais para atrair clientes e expandir o público-alvo. Quer exemplos mais práticos? Continue acompanhando!

Inbound Marketing na prática

Um exemplo do uso no Inbound Marketing auxiliando o seu negócio pode ser o de um e-commerce que vende produtos voltados para o público nerd, tais como camisetas de super-heróis, revistas em quadrinhos, chaveiros referentes à cultura pop e outros artigos.

Sabendo disso, é certo que o público-alvo dessa loja virtual tem interesse por conteúdos relacionados a esse universo de personagens. 

Por causa disso, na hora de pesquisar sobre alguma coisa relacionada ao vasto campo da cultura nerd, o usuário terá condições de encontrar um artigo que o gestor do e-commerce escreveu, ou quem sabe um vídeo que foi postado nas redes sociais ou até um podcast.

Desse modo, não é a publicidade da loja virtual que vai atrás do cliente. Na verdade, é o cliente que vai até o e-commerce por se interessar pelo conteúdo disponibilizado pelo seu negócio.

Sobretudo, é devido a essa capacidade de conquistar o cliente que o Inbound Marketing também recebe o nome de “Marketing de Atração”. Graças a ele o público se sente atraído, conectado e encantado pelo conteúdo disponibilizado no e-commerce.

Ele também apresenta algumas características bem específicas. Confira quais são elas a seguir. 

Espontaneidade

O Inbound Marketing faz de tudo para evitar “jogar os anúncios na cara do consumidor”. Daí a razão para usar blogs, redes sociais, canais no Youtube e demais recursos online.

Um exemplo disso é o e-mail marketing. Existem ferramentas para esse tipo de estratégia, como por exemplo, o Mailchimp, que possui o objetivo de organizar o envio de mensagens, evitando com isso mensagens invasivas e inconvenientes para o público.

Interatividade

Graças ao Inbound Marketing, o e-commerce tem condições de disponibilizar conteúdo capaz de sanar as principais dúvidas dos consumidores. É a partir dessa troca de informações, entre o público e a marca, que se torna fácil compreender ainda mais o perfil dos clientes.

Essa interação também pode ser feita e estimulada com diversas iscas digitais ou materiais ricos sobre algum assunto do público-alvo. Essas iscas podem também ser vídeos, relatórios, apresentações e até jogos. Vale tudo para atrair o potencial consumidor. 

Conversão

O Inbound Marketing resulta em maior conversão a partir de um relacionamento de confiança com os clientes. Essa relação surge a partir do conteúdo relevante que a marca proporciona, entretenimento e até informação para o público.

A verdade é que o objetivo final do Ibound Marketing é converter o maior número de clientes possíveis. Afinal, atrair e não conquistar, acaba sendo um esforço em vão. 

Como o Inbound Marketing pode ser útil para um e-commerce?

O Inbound Marketing além de eficiente, é também mais barato que a publicidade convencional, porém ele também necessita de planejamento. Por isso, é importante conhecer alguns passos básicos para que o Marketing de Atração seja realmente eficiente.

Atrair

A “atração” faz parte da essência do Inbound Marketing. Por isso, para ele ajudar no crescimento da loja virtual, é necessário adotar estratégias que sejam realmente capazes de atrair o público.

Tendo isso mente, fica claro que o tráfego ganha importância para o e-commerce. A melhor maneira – quem sabe até mesmo a única – para atrair o interesse da persona da loja é a criação de conteúdo de qualidade.

O adjetivo “qualidade”, nesse caso, quer dizer um conteúdo segmentado, destinado para quem realmente tem interesse em consumir os produtos ou serviços oferecidos pelo e-commerce.

Para captar a atenção do público e atraí-lo por meio de conteúdo, existem alguns canais adequados para isso. Um blog é uma alternativa. Se o site serve como uma vitrine para o seu negócio, o blog é o espaço para trazer informações relevantes sobre os produtos.

Postagens como dicas de uso, as qualidades do produto, tudo isso serve para atrair e converter o público interessado nele. Nesse ponto, as estratégias de Inbound podem ser muito parecidas com o Marketing de Conteúdo. 

As redes sociais também não devem ser dispensadas na hora de atrair o público, afinal, hoje as redes comportam os mais variados perfis de consumidores. Com certeza o público do seu e-commerce está lá, no Facebook, Instagram e Youtube, pronto para receber conteúdo.

Vale lembrar que canais de vídeos também são excelentes locais para disponibilizar conteúdo. Eles são versáteis e bastante imersivos, conquistando o público por meio de imagem e som. Além do mais, basta que o cliente tenha um smartphone em mãos para poder acessar um vídeo.

Geração de leads

Já que você fisgou a atenção de quem interessa, então a hora é partir para a conversão. Converter nesse caso significa a conversão dos visitantes em leads. 

A palavra “lead” faz parte do cotidiano de quem respira Inbound Marketing 24h por dia. Leads são os clientes em potencial, ou seja, são aqueles visitantes que denotam interesse pelo seu negócio e, por isso, poderão se tornar futuros clientes.

A conversão de leads do seu e-commerce pode ser feita por meio de recursos bem interessantes, como, por exemplo, landing pages.

As landing pages, também conhecidas como páginas de destino, possuem o objetivo de proporcionar conteúdos capazes de, ora vejam só, converter os usuários em leads.

Ela também serve para segmentar o público e conhecer melhor o comportamento dos consumidores. Por essa razão, as páginas de destino normalmente apresentam formulários para o público preencher, apresentam materiais relevantes em e-book, entre outros recursos que servem como “iscas”.

Converter e Vender

Após a conversão e a transformação dos usuários em clientes, é hora de efetuar as vendas do produto ou serviço.

Nesse caso, entender a jornada do consumidor no funil de vendas também é importante. O funil representa as etapas que levam o cliente a comprar um determinado produto no seu e-commerce.

Nesse caso, as etapas consistem desde quando ele reconhece a existência de um problema, a busca pela solução, a descoberta do produto e, por fim, a realização da compra.

Encantar

Após a venda é fundamental manter o cliente do e-commerce encantado com os serviços oferecidos. Por causa disso, a organização de um pós-atendimento é essencial para isso. Por essa razão, o Inbound Marketing nunca é um processo com início, meio e fim.

O Inbound Marketing, a atração dos clientes, depende do constante relacionamento. É por isso que se torna necessário encantá-los constantemente por meio de informações e conteúdos relevantes.

Além do conteúdo, é fundamental adotar práticas de bom atendimento para o e-commerce, sanando dúvidas sempre que for preciso, bem como consolidar a relação por meio de recursos como e-mail marketing e newsletters. É agora que entra em cena outra estratégia bem parecida: o Marketing de Conteúdo. 

O Inbound Marketing é mais do que um aliado, ele é necessário

Como você pode ver, o Inbound Marketing é a saída fundamental quando se trata de estratégia para ser aplicada no e-commerce e assim obter mais clientes e vendas.

Hoje em dia, o consumidor da era digital necessita de mais informações antes de efetuar a compra e a venda. É aí que o Inbound Marketing ajuda muito uma loja virtual. E tudo isso levando em consideração o tráfego para viabilizar as estratégias e com isso alcançar um maior número possível de pessoas.

Portanto, vale muito conhecer as características, os conceitos e as principais estratégias referentes ao Marketing de Atração.

William Mendes

William Mendes

Atua há 10 anos na área de marketing, atendendo empresas do Brasil, China, Espanha, Portugal, Israel e Estados Unidos. Experiência com: SEO, Facebook ADS, etc.

Comentários

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Criado por WP RGPD Pro