A Propaganda Nazista e Joseph Goebbels

A Propaganda Nazista e Joseph Goebbels

Foto Divulgação: Publicitários Criativos

No dia 17 de janeiro de 2020, o Secretário da Cultura Roberto Alvim, fez um discurso reproduzindo as mesmas falas de Joseph Goebbels, o responsável pela propaganda nazista.

Tal acontecimento repercutiu no mundo inteiro, gerando revolta e ocasionando a demissão do secretário.

Para quem estuda publicidade, é importante conhecer as técnicas utilizadas por Goebbels para manipular a população, e a influencia que a Publicidade e Propaganda exercem em nossa sociedade.

Conheça o nazismo do ponto de vista da propaganda, as técnicas que eram utilizadas e como Goebbels ainda influencia diversas figuras públicas.

Quem foi Joseph Goebbels?

A máquina de propaganda nazista só teve sucesso, graças ao gênio do mal Joseph Goebbels.

Nascido em uma pequena família católica burguesa, Paul Joseph Goebbels se formou em filologia alemã, terminou o doutorado e iniciou como escritor na NSDAP(Partido Nacional-Socialista do Trabalhador Alemão), o Partido Nazista, em 1925.

Depois de fundar a revista Nacional-Socialista Der Angriff(O Ataque), decidiu integrar o Reichstag(Parlamento Alemão).

Em 1930 foi nomeado chefe da propaganda do partido, Hitler o considerava o propagandista mais competente do NSDAP.

Com a sua excelente oratória, a qual treinava durante horas para provocar diferentes emoções durante seus discursos no rádio, Goebbels foi um dos grandes responsáveis, para que o Partido Nazista fosse aceito em 1933.

O culto ao Führer(chefe) foi criado por ele, para fortalecer a figura pública de Hitler. Goebbels cometeu suicídio poucos dias antes da alemanha perder a guerra.

A propaganda foi tão importante para o nazismo, que alguns estudiosos afirmam que jamais conheceríamos Hitler, se não houvesse Goebbels.

Propagandas Nazistas

Propaganda naziPropaganda nazista é o termo que descreve a poderosa propaganda psicológica na Alemanha nazista, muitas das quais centradas em declarar que os judeus e outras minorias eram a fonte dos problemas econômicos da Alemanha.

No documentário “O Triunfo da Vontade“(1934) Leni Riefenstahl, mostra como o nazismo utilizava de pessoas intelectuais e ligadas à arte, para validar o seu regime.

Na linguagem visual do nazismo, era apresentado os soldados com corpos atléticos, para demonstrar a essência da raça ariana.

Nos desfiles militares era mantida uma comunicação que visava demonstrar o “triunfo” do poder dominador do nazismo.

Haviam muitos cartazes com caricaturas que ridicularizavam os judeus, e os demais “inimigos” dos nazistas.

Algumas das propagandas Nazistas da época

Abaixo estão umas das principais propagandas do regime nazista, traduzidas pelo Luciano Ribeiro.

propaganda nazista judeus

“O nariz judeu é curvado, parece o número 6…”

propaganda-hitler

“A juventude serve ao líder: todas as crianças de 10 anos na Juventude Hitlerista”

nazismo-juventude-hitler

“A juventude serve ao líder: todas as crianças de 10 anos na Juventude Hitlerista” (Versão Feminina)

propaganda nazismo

“Coletor de papel Ariano”

O discurso do Ministro da Cultura e o Nazismo

No vídeo abaixo, podemos ver o Ministro da Cultura Roberto Alvim, repetindo o discurso de Goebbels:

Vale ressaltar que o nazismo é um movimento de extrema direita e é repudiado pela própria Alemanha. Os alemães se chamam de nacional-socialismo.

11 príncipios do Ministro da Propaganda Nazista

O ministro de propaganda de Hitler era conhecido por sua violência, característica comum do regime nazista. Estes são os 11 princípios que levaram o povo alemão a tentar exterminar à humanidade:

1.- Princípio da simplificação e do inimigo único.

Simplifique não diversifique, escolha um inimigo por vez. Ignore o que os outros fazem concentre-se em um até acabar com ele.

2.-Princípio do contágio

Divulgue a capacidade de contágio que este inimigo tem. Colocar um antes perfeito e mostrar como o presente e o futuro estão sendo contaminados por este inimigo.

3.-Princípio da Transposição

Transladar todos os males sociais a este inimigo.

4.-Princípio da Exageração e desfiguração

Exagerar as más noticias até desfigurá-las transformando um delito em mil delitos criando assim um clima de profunda insegurança e temor. “O que nos acontecerá?”

5.-Princípio da Vulgarização

Transforma tudo numa coisa torpe e de má índole. As ações do inimigo são vulgares, ordinárias, fáceis de descobrir.

6.-Princípio da Orquestração

Fazer ressonar os boatos até se transformarem em notícias sendo estas replicadas pela “imprensa oficial’.

7.-Princípio da Renovação

Sempre há que bombardear com novas notícias (sobre o inimigo escolhido) para que o receptor não tenha tempo de pensar, pois está sufocado por elas.

8.-Princípio do Verossímil

Discutir a informação com diversas interpretações de especialistas, mas todas em contra do inimigo escolhido. O objetivo deste debate é que o receptor, não perceba que o assunto interpretado não é verdadeiro.

9.-Princípio do Silêncio.

Ocultar toda a informação que não seja conveniente.

10.-Princípio da Transferência

Potencializar um fato presente com um fato passado. Sempre que se noticia um fato se acresce com um fato que tenha acontecido antes

11.-Princípio de Unanimidade

Busca convergência em assuntos de interesse geral  apoderando-se do sentimento  produzido por estes e colocá-los em contra do inimigo escolhido. Qualquer semelhança com as práticas do PIG é pura coincidência….

Frases de Goebbels

“Uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade”

“Nós não falamos para dizer alguma coisa, mas para obter um certo efeito”

“É claro que a propaganda tem um propósito. Contudo, este deve ser tão inteligente e virtuosamente escondido que aqueles que venham a ser influenciados por tal propósito nem o percebam.”

“A democracia não é nada mais do que a exploração internacional da riqueza nacional pelo capital financeiro com a tolerância tácita de nossa classe média nacional”

“Será minha ambição não descansar nem repousar até que o último judeu tenha saído de Berlim”

“Para convencer o povo a entrar na guerra, basta fazê-lo acreditar que está sendo atacado.”

“Mais vale uma mentira que não pode ser desmentida do que uma verdade inverossímil”

“A propaganda deve limitar-se a um pequeno número de ideias e repeti-las incansavelmente, apresentando-as repetidas vezes a partir de perspectivas diferentes, mas sempre convergindo para o mesmo conceito. Sem fissuras ou dúvidas”

“Individualize o adversário em um único inimigo”

“Estes não são mais homens, são animais. Portanto, não é uma tarefa humanitária, mas cirúrgica”

 

Redação

Redação

Blog voltado para estudantes e profissionais do marketing, design, publicidade e entre outras áreas criativas, levando conteúdo de forma simples.

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Otimizado por Lucas Ferraz.