propaganda-nazista

A Propaganda Nazista e Joseph Goebbels

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Foto Divulgação: Publicitários Criativos

No dia 17 de janeiro de 2020, o Secretário da Cultura Roberto Alvim, fez um discurso reproduzindo as mesmas falas de Joseph Goebbels, o responsável pela propaganda nazista.

Tal acontecimento repercutiu no mundo inteiro, gerando revolta e ocasionando a demissão do secretário.

Para quem estuda publicidade, é importante conhecer as técnicas utilizadas por Goebbels para manipular a população, e a influencia que a Publicidade e Propaganda exercem em nossa sociedade.

Conheça o nazismo do ponto de vista da propaganda, as técnicas que eram utilizadas e como Goebbels ainda influencia diversas figuras públicas.

Quem foi Joseph Goebbels?

A máquina de propaganda nazista só teve sucesso, graças ao gênio do mal Joseph Goebbels.

Nascido em uma pequena família católica burguesa, Paul Joseph Goebbels se formou em filologia alemã, terminou o doutorado e iniciou como escritor na NSDAP(Partido Nacional-Socialista do Trabalhador Alemão), o Partido Nazista, em 1925.

Depois de fundar a revista Nacional-Socialista Der Angriff(O Ataque), decidiu integrar o Reichstag(Parlamento Alemão).

Em 1930 foi nomeado chefe da propaganda do partido, Hitler o considerava o propagandista mais competente do NSDAP.

Com a sua excelente oratória, a qual treinava durante horas para provocar diferentes emoções durante seus discursos no rádio, Goebbels foi um dos grandes responsáveis, para que o Partido Nazista fosse aceito em 1933.

O culto ao Führer(chefe) foi criado por ele, para fortalecer a figura pública de Hitler. Goebbels cometeu suicídio poucos dias antes da alemanha perder a guerra.

A propaganda foi tão importante para o nazismo, que alguns estudiosos afirmam que jamais conheceríamos Hitler, se não houvesse Goebbels.

Propagandas Nazistas

Propaganda naziPropaganda nazista é o termo que descreve a poderosa propaganda psicológica na Alemanha nazista, muitas das quais centradas em declarar que os judeus e outras minorias eram a fonte dos problemas econômicos da Alemanha.

No documentário “O Triunfo da Vontade“(1934) Leni Riefenstahl, mostra como o nazismo utilizava de pessoas intelectuais e ligadas à arte, para validar o seu regime.

Na linguagem visual do nazismo, era apresentado os soldados com corpos atléticos, para demonstrar a essência da raça ariana.

Nos desfiles militares era mantida uma comunicação que visava demonstrar o “triunfo” do poder dominador do nazismo.

Haviam muitos cartazes com caricaturas que ridicularizavam os judeus, e os demais “inimigos” dos nazistas.

Algumas das propagandas Nazistas da época

Abaixo estão umas das principais propagandas do regime nazista, traduzidas pelo Luciano Ribeiro.

propaganda nazista judeus
“O nariz judeu é curvado, parece o número 6…”

propaganda-hitler
“A juventude serve ao líder: todas as crianças de 10 anos na Juventude Hitlerista”

nazismo-juventude-hitler
“A juventude serve ao líder: todas as crianças de 10 anos na Juventude Hitlerista” (Versão Feminina)

propaganda nazismo
“Coletor de papel Ariano”

O discurso do Ministro da Cultura e o Nazismo

No vídeo abaixo, podemos ver o Ministro da Cultura Roberto Alvim, repetindo o discurso de Goebbels:

Vale ressaltar que o nazismo é um movimento de extrema direita e é repudiado pela própria Alemanha. Os alemães se chamam de nacional-socialismo.

11 príncipios do Ministro da Propaganda Nazista

O ministro de propaganda de Hitler era conhecido por sua violência, característica comum do regime nazista. Estes são os 11 princípios que levaram o povo alemão a tentar exterminar à humanidade:

1.- Princípio da simplificação e do inimigo único.

Simplifique não diversifique, escolha um inimigo por vez. Ignore o que os outros fazem concentre-se em um até acabar com ele.

2.-Princípio do contágio

Divulgue a capacidade de contágio que este inimigo tem. Colocar um antes perfeito e mostrar como o presente e o futuro estão sendo contaminados por este inimigo.

3.-Princípio da Transposição

Transladar todos os males sociais a este inimigo.

4.-Princípio da Exageração e desfiguração

Exagerar as más noticias até desfigurá-las transformando um delito em mil delitos criando assim um clima de profunda insegurança e temor. “O que nos acontecerá?”

5.-Princípio da Vulgarização

Transforma tudo numa coisa torpe e de má índole. As ações do inimigo são vulgares, ordinárias, fáceis de descobrir.

6.-Princípio da Orquestração

Fazer ressonar os boatos até se transformarem em notícias sendo estas replicadas pela “imprensa oficial’.

7.-Princípio da Renovação

Sempre há que bombardear com novas notícias (sobre o inimigo escolhido) para que o receptor não tenha tempo de pensar, pois está sufocado por elas.

8.-Princípio do Verossímil

Discutir a informação com diversas interpretações de especialistas, mas todas em contra do inimigo escolhido. O objetivo deste debate é que o receptor, não perceba que o assunto interpretado não é verdadeiro.

9.-Princípio do Silêncio.

Ocultar toda a informação que não seja conveniente.

10.-Princípio da Transferência

Potencializar um fato presente com um fato passado. Sempre que se noticia um fato se acresce com um fato que tenha acontecido antes

11.-Princípio de Unanimidade

Busca convergência em assuntos de interesse geral  apoderando-se do sentimento  produzido por estes e colocá-los em contra do inimigo escolhido. Qualquer semelhança com as práticas do PIG é pura coincidência….

Frases de Goebbels

“Uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade”

“Nós não falamos para dizer alguma coisa, mas para obter um certo efeito”

“É claro que a propaganda tem um propósito. Contudo, este deve ser tão inteligente e virtuosamente escondido que aqueles que venham a ser influenciados por tal propósito nem o percebam.”

“A democracia não é nada mais do que a exploração internacional da riqueza nacional pelo capital financeiro com a tolerância tácita de nossa classe média nacional”

“Será minha ambição não descansar nem repousar até que o último judeu tenha saído de Berlim”

“Para convencer o povo a entrar na guerra, basta fazê-lo acreditar que está sendo atacado.”

“Mais vale uma mentira que não pode ser desmentida do que uma verdade inverossímil”

“A propaganda deve limitar-se a um pequeno número de ideias e repeti-las incansavelmente, apresentando-as repetidas vezes a partir de perspectivas diferentes, mas sempre convergindo para o mesmo conceito. Sem fissuras ou dúvidas”

“Individualize o adversário em um único inimigo”

“Estes não são mais homens, são animais. Portanto, não é uma tarefa humanitária, mas cirúrgica”

 

Redação

Redação

Blog voltado para estudantes e profissionais do marketing, design, publicidade e entre outras áreas criativas, levando conteúdo de forma simples.

Comentários

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Criado por WP RGPD Pro