Empreendedorismo

Por que trabalhar em Equipe?

Redação
Escrito por Redação

Estamos num mundo globalizado, altamente competitivo, onde cada vez mais os diferenciais que sua empresa possui hoje, amanhã já não serão mais. Nesse contexto, as organizações precisam ter resultados acima da média. E como conquistar isso? Qual o insumo principal para a realização desse objetivo? Arrisca uma resposta?

É muito evidente na administração e na gestão de pessoas que o ativo mais importante das organizações são as pessoas! São elas que definem e executam todas as estratégias. Portanto, “gente” é o principal insumo para os negócios.

Fiorelli, em seu livro Psicologia para Administradores, faz uma reflexão importante: pessoas juntas, trabalhando em equipe, produzem mais e melhor. Isso significa que se existir um ambiente onde as pessoas colaborem em busca de objetivos comuns, teremos melhores resultados, tornando-se um grande diferencial.

Concluímos até aqui que pessoas são importantes e, trabalhando como um time, melhor ainda.

Entretanto, observamos dois grandes obstáculos para alcançar esse diferencial: as pessoas são individualistas e as empresas usam indevidamente o conceito de equipe.

Em primeiro lugar, o individualismo e a competitividade das pessoas desfavorecem a criação de um ambiente para o trabalho em equipe. Mas isso não é culpa delas. A nossa formação privilegia a individualidade e a competição. Observe as brincadeiras infantis, a busca por melhores notas na escola, a competição pelo vestibular para entrar na universidade e, logo depois, a busca por emprego. Nossos colegas são concorrentes. E quando conseguimos um emprego, uma placa no corredor afirma: “Aqui trabalhamos como em Equipe”. E você pensa: “mas como? Eu nunca aprendi a trabalhar em equipe. Fui ensinado a competir minha vida inteira. Eu quero ser o melhor!”.

O segundo obstáculo se refere ao uso incorreto do termo “equipe” nas empresas. Muitas acham que um setor com várias pessoas é uma equipe. Nem sempre. Existe uma grande diferença entre “grupo de pessoas” e “equipe”. Mas poucos conhecem essa distinção. E para piorar, as empresas possuem práticas e iniciativas que favorecem e acirram a competitividade e individualidade das pessoas: metas individuais, reconhecimento/premiação individual (funcionário do mês), elogio para uns e busca por culpados (mesmo todos sendo parte do mesmo projeto), entre outros.

Como superar esses dois grandes obstáculos? Como criar o ambiente para que a empresa e as pessoas colaborem e estejam alinhadas à visão do negócio, criando o tão esperado diferencial?

Não será uma palestra educativa ou um treinamento isolado que vai resolver. É necessária uma profunda revisão da cultura empresarial, passando pela mudança nas relações entre as pessoas, desde o CEO até o estagiário e podendo até chegar aos clientes (todos os Stakeholders devem ser envolvidos). E isso exige um trabalho cuidadoso através da implantação de um processo de gestão fundamentado e de uma liderança capacitada que irá implantar as práticas para promover gradualmente a mudança nesse ambiente. Com esse trabalho, as relações entre as pessoas serão revisadas e todos devem ser envolvidos (equipe, chefia e clientes). A nossa recomendação, baseada na nossa vivência nesse assunto, é a implantação de um método baseado na filosofia Agile e no modelo Scrum. A base de todo o trabalho é PDCA com papéis bem definidos (Cliente, Fornecedor/Time e Liderança). Para quem pensa em iniciar uma mudança na sua organização em busca desse diferencial (valorização das pessoas e trabalho em equipe), vale a pena consultar mais referência sobre esse assunto.

Podemos concluir que as empresas buscam crescimento, rentabilidade e diferenciais para se destacar nesse mercado competitivo e globalizado, e podem encontrar na valorização das pessoas e no trabalho em equipe (de verdade), a cultura e o ambiente adequados para uma postura e atitude orientadas a resultados. Está disposto a construir essa mudança? Até o nosso próximo encontro!

Alércio Bressano (@alercio) colaborador da Revista Marketing com Café é pós-graduando em Psicologia Organizacional, especialista em Gestão Empresarial (MBA) pela FGV-RJ, certificado internacional Scrum Professional pela Scrum Alliance (CSM, CSPO e CSP), certificado Agile Practitioner PMI-ACP e PMP pelo PMI (Project Management Institute) e coautor do livro “Equipes de Alto Desempenho” da Editora Ser+. Possui mais de 15 anos de experiência em empresas de pequeno, médio e grande porte e atualmente implementa métodos de gestão baseados em Agile/Scrum, criando o ambiente propício para a formação líderes, equipes e empresas de alto desempenho.

Sobre o autor

Redação

Redação

Blog voltado para estudantes e profissionais do marketing, design, publicidade e entre outras áreas criativas, levando conteúdo de forma simples.

Assine a nossa Newletter

Junte-se aos nossos leitores inteligentes e receba conteúdo semanal. E o melhor é Grátis!

Confirme a sua inscrição no seu e-mail. Obrigado!