Empreendedorismo Estratégia Marketing Publicidade

iZoom 2018: Um panorama real da gestão em agências de publicidade no Brasil

Viviane Rodrigues
Escrito por Viviane Rodrigues

Criado para evidenciar aspectos da gestão de agências de publicidade em todo o brasil, o iZoom 2018 coletou dados de mais de 130 agências brasileiras, desde as totalmente digitais até as que prestam todos os tipos de serviço.

Iniciativa das empresas iClips e Mindminers, a pesquisa foi disponibilizada gratuitamente para download.

Nesse artigo, vamos destacar alguns dos principais pontos relacionados com a profissionalização da gestão nas agências de publicidade. Continue lendo e entenda as  principais dificuldades enfrentadas por essas empresas e saiba o que fazer para impossibilitar gargalos na gestão. Vamos lá?

O contexto das agências de propaganda brasileiras

Sabia que em algumas agências o próprio CEO faz o papel de atendimento e até de tráfego? E que a origem da maior parte da verba vem do fee mensal? Essas foram algumas informações obtidas através de um levantamento realizado com publicitários do Brasil inteiro.

Para deixar o material ainda mais rico, profissionais que estão mergulhados no dia a dia das agências comentaram sobre os dados levantados na pesquisa. Além deles, nossa equipe de especialistas também analisou cada elemento levando em consideração suas experiências com a gestão de empresas criativas.

CEO faz o papel de atendimento publicitário

Imagina dar conta de tomar decisões que vão definir o futuro da agência e ao mesmo tempo delegar as tarefas que serão feitas pelos demais colaboradores? Puxado, não é? Mas acredite, essa é uma prática comum em boa parte das agências.

É o que mostra dados coletados do iZoom 2018: 56,8% dos entrevistados afirmam que o próprio dono da agência faz papel de tráfego e de atendimento publicitário

Fica mais do que claro que situações como essa, além de tornarem a engrenagem de produção lenta, impossibilitam que o CEO dê atenção a outros pontos tão, ou mais importantes que este, como questões estratégicas ou até mesmo criativas.

A dificuldade na organização das demandas também pode ser explicada pela desorganização de um workflow. A pesquisa mostra que quase 40% das agências que afirmaram ter dificuldades na organização das demandas possuem esse fluxo de trabalho, no qual o proprietário é o próprio atendimento e tráfego da agência.

Mas não para por aí, quando o próprio gestor faz o papel de tráfego, a agência enfrenta outros obstáculos, veja só:

  • Conquistar mais clientes;
  • Organizar as demandas;
  • Rentabilizar a agência;
  • Gerir e desenvolver pessoas;
  • Gerir processos internos;
  • Manter o foco da agência;
  • Cumprir deadlines de jobs;
  • Propor ações para melhoria.

A lição que fica é que sem um alinhamento do papel de cada um dentro da agência, é impossível manter o negócio nos trilhos. Mais do que apenas estar presente na agência, um gestor precisa ser um líder, um exemplo para seu time.

Ao mesmo tempo, não dá para colocar a mão na massa em todas as tarefas, certo? Por isso é tão importante saber delegar adequadamente, levar em consideração o perfil do colaborador e orientá-lo de modo claro, para além do seu desenvolvimento profissional, obter resultados satisfatórios.

E para facilitar esse trabalho, apostar em integração entre os setores é uma excelente alternativa.

A maior parte da verba tem origem no fee mensal

A prática de remuneração por fee mensal já é frequente em muitas agências. Afinal, essa modalidade permite um envolvimento mais aprofundado com o cliente, já que a agência está sempre prestando serviços para ele e já conhece suas necessidades e os seus objetivos.

Para comprovar esse fato, dados levantados no iZoom mostram que 67,7% dos respondentes indicam que a maior parte da verba da agência tem origem do fee mensal. Se analisarmos a concorrência e a previsibilidade da agência, esse dado é muito positivo tanto para a agência quanto para o cliente.

No primeiro caso, a agência sabe exatamente o quanto irá receber pelos serviços prestados. Por outro lado, o cliente tem a segurança de que os serviços entregues estão em concordância com o valor desembolsado.

Mas para colocá-lo em prática é preciso ter cuidado ao redigir um contrato, ele deve ser assinado pelas duas partes: cliente e agência, indicando as atribuições de cada lado.

Agências que utilizam mais de uma ferramenta de gestão tiveram prejuízos

Utilizar nenhuma ferramenta de gestão é um dos equívocos cometidos pelas agências que buscam agilidade e segurança na automação dos processos diários. No entanto, pior do que não utilizar uma ferramenta é aplicar vários softwares para diferentes funções.

Segundo o iZoom, 60% das agências que utilizam mais de uma ferramenta de gestão e precisam integrar manualmente os dados ou que não usa nenhuma já tiveram prejuízos.

Em relação à lucratividade por cliente, a pesquisa aponta que 26,9% dos respondentes não sabem dizer qual a porcentagem de lucro por cada conta. Como se sabe, sem análise concreta dos custos envolvidos é difícil saber se um cliente é rentável.

Dessa forma, é impossível realizar um bom planejamento ou até mesmo entender se um cliente é realmente rentável ou se ele impulsiona o prejuízo no caixa da empresa

Ainda nesse contexto, 22% dos entrevistados indicam que não possuem essa informação. Preocupante, não? Afinal, não saber como sua agência gerencia suas tarefas é preocupante para a saúde e o futuro da empresa.

 

O que o iZoom deixa de lição? Mais organização e integração!

Depois de entender um pouco mais sobre o cenário das agências de propaganda, vimos que em um primeiro momento a organização é a palavra de ordem quando se quer gerenciar processos internos sem complicação e até conquistar mais clientes.

Vimos também que investir em contratos de fee mensal pode ser uma grande saída para gerar mais previsibilidade.

Depender de nenhuma ou várias ferramentas para administrar todos os departamentos não é a forma ideal para começar a arrumar a casa. É preciso, em um primeiro momento, enxergar as necessidades da agência, e só depois optar por uma ferramenta que integre todos os setores com segurança.

Mas se você quer compreender mais sobre a profissionalização da gestão no mercado publicitário e saber a opinião de profissionais do mercado da publicidade, clique aqui para baixar o iZoom gratuitamente, aproveite!

Sobre o autor

Viviane Rodrigues

Viviane Rodrigues

Graduada em Jornalismo e cursando Marketing, auxilia no marketing do iClips e acredita que o marketing digital tem grande importância na condução de qualquer negócio.

Assine a nossa Newsletter

Junte-se aos nossos leitores inteligentes e receba conteúdo semanal. E o melhor é Grátis!

Confirme a sua inscrição no seu e-mail. Obrigado!