Marketing Marketing Digital Tecnologia

Inteligência Artificial: Como ela vai substituir o profissional de marketing?

Escrito por William Mendes

Inteligência artificial ou no inglês Artificial Intelligence (AI), vai substituir você em alguma tarefa do seu trabalho, e isso pode ser um problema.

Sim, o profissional de marketing como conhecemos hoje, está próximo do fim. Em seu texto Programação é o novo inglês, Ana Maria Diniz, esclarece a importância do conhecimento básico de programação, que será fundamental para profissionais desde economistas até médicos, e que já é uma realidade para nós profissionais de marketing.

Hoje já temos algoritmos que produzem textos muito mais rápidos que qualquer redator. Para se ter uma ideia Sverker Johannson, professor de ciências e que possui formação em linguística, engenharia civil, economia e física, é o autor que mais contribui para a Wikipédia: suas contribuições correspondem a 8,5% do acervo total da plataforma. Os 2,7 milhões de artigos, só foram possíveis graças a ajuda do seu robô Lsjbot. Metade das edições realizadas no site, são feitas por robôs.

De uma forma bem simples, vamos tratar “robôs” como um código que faz ações repetidas e “inteligência artificial”, como um algoritmo que é capaz de aprender conforme é submetido a novos dados.

O impacto da Inteligência Artificial no Marketing

A inteligência artificial do Google está sempre aprendendo. Toda vez que alguém faz algo na internet, o sistema adquire mais conhecimento. E, aplicando isso a favor do consumidor, é possível criar um mapa incrível de comportamentos online e intenções de compra.

Isso poupa centenas de horas de nós profissionais de marketing, já que a (AI) organiza informações como: repetição de comportamento, captação de sinais para antecipar necessidades, entendimento do padrão de navegação para sugerir assuntos do seu interesse, reconhecimento de imagens através do big data e geolocalização.

Isso são informações preciosas nas mãos da equipe de marketing, que vai poder tratar cada usuário individualmente, já que é possível coletar dados individuais dos usuários que acessam a plataforma.

Dessa forma, é possível poupar recursas financeiros e concentrar todos os nossos esforços no que realmente traz resultados para a empresa.

No mês de maio foi criado Associação Brasileira de Inteligência Artificial (ABRIA), formada por 19 empresas, entre elas: Baidu, Docbot, Stilingue e Nexus Edge, visam potencializar o uso da Inteligência Artificial no Brasil.

Inteligência Artificial também foi um tema muito abordado no ProXXIma que ocorreu em maio deste ano.

Isso mostra quão importante é para um profissional de marketing, ter habilidades em linguagem de programação (algo que não está presente em nossa formação), pois quando associadas aos nossos conhecimentos sobre comportamento humano e estratégias de mercado, pode ser um grande trunfo para alcançarmos o sucesso da nossa estratégia.

Essa é uma série de 3 artigos, onde pretendo falar de forma objetiva, como a Inteligência Artificial está impactando nossas carreiras e como nós vamos nos beneficiar dela.

E você, tem conhecimento em alguma linguagem de programação? A inteligência artificial será uma inimiga ou aliada?

Sobre o autor

William Mendes

Profissional de Marketing Digital, recentemente tenho me dedicado ao estudo de Inteligência Artificial e Análise Preditiva.

Assine a nossa Newletter

Junte-se aos nossos leitores inteligentes e receba conteúdo semanal. E o melhor é Grátis!

Confirme a sua inscrição no seu e-mail. Obrigado!