Design Marketing

História do Papai Noel e a campanha da Coca-Cola no Natal

Mateus Barboza
Escrito por Mateus Barboza

A história do Papai Noel foi inspirada em um bispo chamado Nicolau, que nasceu na Turquia em 280 d.C. O bispo, homem de bom coração, costumava ajudar as pessoas pobres, deixando saquinho com moedas próximas às chaminés das casas com isso a figura do bom velhinho foi inspirada até hoje.

A associação da imagem de São Nicolau ao Natal aconteceu na Alemanha e espalhou-se pelo mundo em pouco tempo. Até o final do século XIX, o Papai Noel era representado com uma roupa de inverno nas cor marrom ou verde e era descrito de várias formas com elfo, espírito, duende, santo e entre outros.

Em 1823, o professor americano Clement Clarke Moore conseguiu que um poema seu, chamado The Night Before Christmas, fosse publicado anonimamente em um jornal o poema fez um grande sucesso que se tornou um grande símbolo do Natal, principalmente na América do Norte. O poema teve muitas controvérsia em relação à verdadeira autoria mas se acredita que o verdadeiro autor seja o professor que na descrição falava que era um velhinho bochechudo que vinha em um trenó e entrava nas casas pela chaminé para entregar os presentes.

Poema The Night Before Christmas:

He was dressed all in fur, from his head to his foot,
And his clothes were all tarnished with ashes and soot;
A bundle of toys he had flung on his back,
And he looked like a peddler just opening his pack.

His eyes—how they twinkled! his dimples how merry!
His cheeks were like roses, his nose like a cherry!
His droll little mouth was drawn up like a bow,
And the beard of his chin was as white as the snow;

The stump of a pipe he held tight in his teeth,
And the smoke it encircled his head like a wreath;
He had a broad face and a little round belly,
That shook, when he laughed like a bowlful of jelly.
He was chubby and plump, a right jolly old elf. . . .

O Bom Velhinho, que também pune as crianças que não se comportaram durante o ano, foi ganhando novas características até que 40 anos mais tarde em 1863 o cartunista americano Thomas Nast criou a imagem do Papai Noel quase igual à que conhecemos hoje e ele também foi o criador da lenda de que Papai Noel morar lá no Pólo Norte. O trabalho do cartunista foi parar na capa da revista Harper’s Weekly.

Papai Noel – Harper’s Weekly 1863

Papai Noel – Cartunista americano Thomas Nast

Ao passar dos anos vários artistas foram recriando e redesenhando outros Papai Noel cada uma dando uma característica e apliando uma variedade de estilos, tamanhos e cores na criação daquele simbolo do Natal.

Em 1905, Carl Stetson Crawford ilustrou o volume XXXIII do livro 2 chamado St. Nicholas for Young Folks.

Papai Noel – Carl Stetson Crawford ilustrou o volume XXXIII do livro 2 chamado St. Nicholas for Young Folks.

Em 1930, quando o mito do bom velhinho, bondoso que entrega presentes em todas as casas do mundo na noite de Natal já estava enraizado no imaginário popular dos americanos, a Coca-Cola contratou o ilustrador Haddon Sundblom para criar sua campanha de Natal.

A primeira ilustração oficial da Coca-Cola usando o Papai Noel.

O Papai Noel em tamanho natural, alegre, e usava o terno vermelho agora é familiar. Ele apareceu em revistas, outdoors e balcões de lojas, encorajando os americanos beber Coca-Cola como a solução para “a sede de todas as estações.” Como o grande objetivo inicial da empresa era aumentar as vendas do refrigerante no inverno, mas o sucesso da campanha foi tão grande que a Coca-Cola passou a adotar a figura do Papai Noel como um dos símbolos da marca, e o público a adotou como símbolo oficial do Natal até hoje.

Apesar de muitos acharem que a Coca-Cola “criou” o Papai Noel, na verdade a marca padronizou sua imagem. Até 1931, o bom velhinho era caracterizado das mais diversas formas, e suas vestimentas nas mais diversas cores. Com a campanha da Coca-Cola foi criado um padrão universal  inclusive a inclusão do gorro vermelho com pompom branco que foi de crédito para a empresa.

Um-olhar-sobre-o-Natal-o-mito-do-Papai-Noel-e-uma-Coca-Cola-bem-geladaUm-olhar-sobre-o-Natal-o-mito-do-Papai-Noel-e-uma-Coca-Cola-bem-gelada2

Embora as histórias sobre um bom velhinho que distribuía presentes para crianças existam desde aproximadamente 300 anos A.C., a figura do Papai Noel foi, de fato, difundida por uma empresa, através de uma campanha publicitária: a Coca-Cola.

Sobre o autor

Mateus Barboza

Mateus Barboza

Administrador, designer, social media, fundador do Marketing com Café, podcaster e fotógrafo por hobby.

Assine a nossa Newletter

Junte-se aos nossos leitores inteligentes e receba conteúdo semanal. E o melhor é Grátis!

Confirme a sua inscrição no seu e-mail. Obrigado!