Publicidade

Viver de ‘freelas’: é possível?

Escrito por Isabela Klein

No ritmo em que o mundo profissional vai caminhando, muitas vezes os modelos de trabalho que conhecemos há muito tempo acabam se reinventando. Pergunte aos seus avós se eles sabem o que é “freelancer” e “home office”?  Provavelmente na época deles, essas práticas não eram tão difundidas.

O freelancer em si é um mercado em franca expansão a cada vez que as pessoas decidem expandir seus serviços pessoais. O freelancer vende seu talento para uma empresa que precisa dele. Para quem não sabe, “viver de freelas” é possível e algo já muito praticado. Os “freelas” são os trabalhos que um determinado profissional prática para empresas e empreendedores, sem necessariamente um vínculo empregatício, e podendo trabalhar conforme sua demanda e suas próprias regras.

Na indústria da Publicidade e Propaganda, por exemplo, é muito comum que se exista essa prática, e dessa forma, grande parte dos freelancers que existem estão nessa área.

As agências buscam profissionais que supram a demanda de trabalho “por fora”, por assim dizer. Ou seja, na hora de montar campanhas e produções, as empresas têm seus próprios profissionais, mas muitas vezes sobra trabalho e falta prazo. Por isso, os “freelas” vem para engrossar o caldo, prestando um serviço específico. Mas claro, tudo devidamente dentro das leis da prestação de serviço.

freelancer

Freelancer exige planejamento e organização 

Ganhar dinheiro como freelancer pode parecer algo simples, mas demanda planejamento e organização. Primeiro, você precisa ter um número bacana de trabalhos freelance, suficiente para pagar suas contas, e também ter disciplina suficiente para trabalhar com prazos.

Além de ter consciência que trabalhar em casa exige também uma organização do ambiente e de horários, você precisa sentar e trabalhar e não se preocupar com o resto da casa. A organização financeira também deve ser algo em alta na sua vida, para não se perder dentre os trabalhos.

Em um mundo onde todos os modelos conceituais de negócios, propagandas, marketing estão se renovando, os conceitos de trabalho, escritório, jornada de 8 horas estão se perdendo também, o home office e os “freelas” são já um aperitivo do que será trabalhar no futuro.

Sobre o autor

Isabela Klein

Assine a nossa Newletter

Junte-se aos nossos leitores inteligentes e receba conteúdo semanal. E o melhor é Grátis!

Confirme a sua inscrição no seu e-mail. Obrigado!