Marketing Marketing Digital

Dicas para você preparar seu e-commerce para a próxima Black Friday

Redação
Escrito por Redação

A Black Friday pode ser a grande oportunidade de aumentar intensamente as vendas do seu e-commerce. Segundo o site oficial da Black Friday, essa faturou 1,9 bilhões no ano de 2016 e o número só aumenta. Seu sucesso tem sido tão grande, que tem superado até mesmo o Dia das Mães, segunda data com maior indíce de vendas no Brasil.

Para que você não fique para trás nessa grande oportunidade, trouxemos algumas dicas que vão te ajudar a se preparar para a próxima Black Friday e tirar o máximo de proveito (e lucro) desse grande evento!

1 – Forme uma equipe de trabalho exclusiva para o evento e a prepare

Como vimos, a Black Friday já não é apenas um dia de queima de estoque, como alguma das datas comemorativas. É uma data muito aguardada pelos consumidores e, por isso, exige muita preparação e planejamento para se ter capacidade e excelência para atender tamanha demanda (o que não acontece com um planejamento de uma semana).

Então, selecione alguns dos seus funcionários estrategicamente para formar uma equipe de planejamento (sem esquecer, da parte de vendas e suporte técnico, que estarão em ação mais que todos durante o evento, de fato). Além disso, prepare-a para essa grande maratona!

  • Acerte com a equipe a programação de trabalho para a data, designando tarefas e direcionando e acompanhando o trabalho.
  • Realize cursos preparatórios com seu time, principalmente com os encarregados por realizar operações essenciais para a venda e o suporte ao cliente no(s) dia(s).

2 – Prepare seu estoque e as promoções

Uma das principais etapas do seu planejamento deve ser preparar seu estoque. E, isso envolve mais do que ter produtos esperando para serem comprados. Envolve definir quais deles serão liquidados e quais serão as condições. Para isso, temos algumas dicas:

  • Avalie os produtos que normalmente tem pouca saída, incluindo-os na sua estratégia de Black Friday para queimar o que há em estoque.
  • Aproveite os produtos que vendem muito bem e tem alta procura para vender, em conjunto, outros produtos (como os citados acima). Além disso, reabasteça seu estoque para atender a demanda por esses produtos de alta rotatividade.
  • Faça o levantamento das informações dos produtos ofertados. Defina preços, prazos de entrega, descrições dos produtos… Deixe tudo claro para que seu cliente não tenha dúvidas e confie ao ponto de fechar a compra.
  • Por fim, se os produtos saem diretamente do seu estoque, programe-se para um prazo de entrega viável tanto para você quanto para o cliente. Se os produtos saírem diretamente do fornecedor, converse com ele para estipular uma margem de entrega segura. O atraso ou não recebimento de produtos é uma das principais reclamações apresentadas no “Reclame Aqui”, pelos clientes da Black Friday.

3 – Planeje a divulgação

Planejar a divulgação da Black Friday é essencial, pois trata-se de preparar seu cliente para este grande dia. Portanto, pense:

  • em quais canais e estratégias usará (redes sociais, links patrocinados, e-mail marketing, seu próprio site etc);
  • com quanta antecedência irá divulgar;
  • a duração de cada estratégia e como se relacionam (ocorrem ao mesmo tempo? intercaladas?);
  • quais serão os apelos usados (aqui entra tanto os argumentos de compra quanto a identidade visual para a data).

É importante lembrar que a Black Friday ocorre no fim do mês. Portanto, esse processo é muito importante para que seus clientes conheçam seus produtos, lembrem da sua marca e a procurem e a encontrem com facilidade quando o evento chegar.

4 – Explore mais que apenas um dia

Segundo o E-commerce Brasil, a empresa WebContinental, um dos principais marketplaces do Brasil, que tem como carro-chefe o ar-condicionado ; utilizou uma estratégia promissora para sua Black Friday, explorando um período bem maior que apenas a Black Friday em si. A estratégia se constituiu em três etapas:

  • Esquenta Black Friday: nessa etapa, já foi ofertadas promoções para o consumidor (mesmo que não tão agressivas), usando produtos diferentes dos que estariam em promoção no dia do evento.
  • Black Friday: nesse momento, os produtos selecionados para a ação tiveram descontos agressivos de 30% e 80%.
  • pós Black Friday: após 5 dias do evento, foram ofertados os produtos restante em estoque com preços próximos aos ofertados no dia do evento.

Você pode se inspirar nessa estratégia usada pela empresa para montar a sua própria Black Friday estendida. Os consumidores, com certeza, acharão atraente!

Como uma última dica, agora que já demos todas as outras detalhadamente, sugerimos que você mantenha a atenção ao que a concorrência está fazendo em todos os momentos: desde a seleção dos produtos e promoções até a estratégia de estender o período de queima de estoque. Afinal, é sobre preços mais competitivos e atendimento diferenciado que a Black Friday consiste.

Prepare-se e boas vendas!

Sobre o autor

Redação

Redação

Blog voltado para estudantes e profissionais do marketing, design, publicidade e entre outras áreas criativas, levando conteúdo de forma simples.

Assine a nossa Newsletter

Junte-se aos nossos leitores inteligentes e receba conteúdo semanal. E o melhor é Grátis!

Confirme a sua inscrição no seu e-mail. Obrigado!