Empreendedorismo

Como transformar sua empresa em uma importadora

Diogo Chubatsu
Escrito por Diogo Chubatsu

Já pensou em transformar a sua empresa em uma importadora? Veja qual a melhor forma de fazer isso e dê o pontapé que seu negócio precisa.

Ao ingressar no ramo de importação é necessário que você tenha consciência de que se trata de um processo formal, onde além de acreditar no seu potencial para conquistar ainda mais sucesso e elevar o seu negócio a um novo patamar, você deve entender que a importação envolve muitos processos.

Logística:

O produto ao sair do local de origem (fabricante) passa desde uma alfândega que podem ser tanto no porto, aeroporto ou meio terrestre, locais estes onde é inspecionado as condições para entrada e nacionalização do produto em nosso território brasileiro, até o momento em que o produto chega ao seu armazém.

Quantidade:

Não adianta pensar em se tornar um importador se você não tiver um volume considerável e capacidade financeira para investir. Mas quando é possível comprar sem uma grande quantidade? Isso se torna praticável quando o produto possui um valor agregado alto, o que significa que mesmo com pequenas quantidades, o valor da importação será viável – um exemplo desse cenário é a importação de maquinário. Diante deste cenário a margem se torna considerável para todos os que estiverem atuando na cadeia produtiva.

Mercado:

Ainda sob a linha mercadológica de atuação, cabe entender se o produto tem mercado potencial, se está no momento certo e se é comportado pelo seu público esperado, além de fatores determinantes de aderência tais como qualidade e preço.

Cálculo dos custos:

Vale lembrar que um processo de importação envolve custos que não podem ser dispensados, afinal não é possível importar sem arcar com frete, seguro, tributos, impostos e custos aduaneiros. Dependendo da sua capacidade, isso pode impossibilitar a sua entrada no mercado de importação. Portanto, neste primeiro momento é necessário contar com alguém que possa te apoiar, te dar um know how e que tenha uma estrutura necessária para que tudo ocorra da melhor maneira possível, sem prejuízos ou qualquer tipo de problema.

Ou seja, a importação é um caminho que possibilita uma nova visão de negócios e que gera ótimos resultados, é um processo onde não há limites, independente de como você começar, para a importação não há limites.

Quer uma maneira ainda mais prática de se transformar importador?

Visite uma feira internacional, a mais indicada é a Canton fair, a maior feira da China e focada em importadores, recebe milhares de visitantes anualmente, e conta com mais 30 mil expositores. Ela proporciona diversas oportunidades de fazer negócio num único lugar.

Confira 3 vantagens de visitar a Canton fair:

A maior feira da China: A Canton Fair 2018 oferece uma experiência mais ampla e completa do que feiras de nicho. Ela é multissetorial, tem centenas de segmentos;

Localização estratégica: A Canton fair está numa das maiores regiões produtivas do mundo: Guangzhou, onde tem fábricas de muitos nichos e ainda está colado com Hong Kong. Uma ótima oportunidade de conhecer as fábricas de perto;

Milhares de Fabricantes: Imagine mais de 30 mil expositores numa só feira, são mais de 30 Anhembis, todos com foco em vender para importadores.  Você vai ver muitas fábricas e produtos, são 3 dias andando muito!

Saiba mais sobre a Canton fair: http://chubatsusaito.com.br/feiras/canton-fair/

Sobre o autor

Diogo Chubatsu

Diogo Chubatsu

Especialista em comércio exterior e em compras nacionais e internacionais, fundador da Chubatsu & Saito. Em mais de 10 anos de mercado, Diogo atuou diretamente no combate à fraude no Brasil e na China, apoiando empresários, evitando e identificando fraudes praticadas por compradores, intermediadores, agentes e fabricantes.

Assine a nossa Newletter

Junte-se aos nossos leitores inteligentes e receba conteúdo semanal. E o melhor é Grátis!

Confirme a sua inscrição no seu e-mail. Obrigado!