Marketing

Como simplificar a jornada de compra online

Mateus Barboza
Escrito por Mateus Barboza

A busca por uma experiência de compra perfeita por parte do varejo é uma ideia utópica que tem dominado a indústria há anos. Esta perseguição pode parecer sem fim, especialmente com o avanço da tecnologia e as expectativas cada vez mais altas por parte dos consumidores. Ao mesmo tempo, de acordo com a Shopify, as taxas de abandono de carrinho de compras online pairam em torno de 67% com muitos clientes afirmando que não finalizam suas transações por causa de processos de checkout complicados ou longos demais.

Um ponto que torna esse cenário ainda mais desafiante é que nos dispositivos móveis as taxas de abandono de compras são muito maiores do que nas operações realizadas nos sites.

Outro fator que adiciona complexidade nesse processo é o crescimento do comércio eletrônico internacional. De acordo com a Forrester, 27% de todas as compras online e móveis feitas em sites de e-commerce foram realizadas fora de seu mercado base, um fenômeno que está se tornando cada vez mais recorrente, já que as vendas transfronteiriças continuam a crescer o dobro da taxa do comérico eletrônico doméstico.

Essa mudança deve-se a vários fatores, incluindo a saturação de alguns mercados locais que levam os varejistas a desenvolver estratégias de crescimento global. Pode também ser resultado do encolhimento geral da economia internacional e decorrente da facilidade crescente com que bens e serviços podem transcender fronteiras.

No entanto, esses fatores apresentam um novo conjunto de desafios para os varejistas. Melhorar checkouts online, abrindo-os para compradores estrangeiros é o ponto central para que a experiência de compra seja mais proveitosa. Um dos pontos centrais de problemas neste tipo de transação começa com o cadastro do usuário no campo endereço. Ao usar um formulário de endereço padrão para todos os mercados globais corre-se o risco de complicar o processo de checkout.

Perto de 70 países no mundo não tem códigos em seu sistema postal. A solução para esse tipo de problema, já que fazer adaptação localizada do código postal para cada mercado exige uma operação que nem sempre vale o seu custo, é a opção por soluções de endereço de estilo preditivo. Este tipo de ferramenta permite que as empresas simplifiquem o fluxo de trabalho de entrada para um modelo que funcione para usuários de qualquer parte do mundo.

Em última análise, há muitos desafios que o e-commerce tem que enfrentar para tirar o máximo de proveito de novos perfis de clientes globais ao mesmo tempo em que há uma mudança para as transações mobile. Será interessante observar essa mudança que visa tornar a experiência de compra o mais simples possível. Uma tarefa nada fácil, mas que pode garantir resultados mais efetivos.

Sobre o autor

Mateus Barboza

Mateus Barboza

Administrador, designer, social media, fundador do Marketing com Café, podcaster e fotógrafo por hobby.