Design

5 erros comuns que os designers devem evitar

Redação
Escrito por Redação

Não importa o quanto você tente ser perfeccionista, com certeza cometerá erros. Isto é porque os seres humanos são falhos por natureza e podem fazer asneiras. O mesmo se dá com os designers gráficos. Mas não devemos nos arrepender de nossos erros. Ao contrário, devemos aprender com eles. Seu lema na vida deveria ser: Tentar enquanto eu não tiver sucesso.

Tentar e falhar é melhor do que não tentar nada. Em vez de temer o erro, os designers gráficos deveriam ser reativos para com seus erros no futuro. O principal problema é que muitos designers não estão cientes dos erros repetidos que cometem. Portanto, se esses problemas forem identificados, você certamente aprenderá a evitá­los.

Sendo eu mesma designer como muitos anos de experiência, gostaria de orientar outros aspirantes a designers bem como jovens designers para evitar erros. Aqui estão cinco dos erros mais repetidos que todo designer deve evitar:

1. Começar sem Detalhes

Iniciar um projecto de design gráfico sem um resumo apropriado do projeto é o maior erro que alguns designers cometem. Isto porque os detalhes são essenciais quando se trata de criar um design para um cliente. Eles lhe dão a ideia exata de como você precisa moldar o seu processo de criação. Para isso, você precisa coletar todas as informações relevantes do seu cliente. Ou então, o resultado final será um cliente insatisfeito.

2. Não Entender o Target (Público-alvo)

Os designers gráficos nunca devem se desviar de seu principal objetivo em criar: causar um impacto no público-alvo. Se o seu design falhar em expressar a mensagem da empresa de forma adequada, então ele é falho. Por esta razão, o princípio da KYC (Conheça seu Ciente ­Know Your Customer) é de suma importância. Afim de criar o design adequado, você deve compreender totalmente o público­-alvo para o qual você pretende criar.

3. Trabalhar sem Papel

Sei como a nova geração confia mais nos computadores (emails e outras mensagens por exemplo) do que na papelada. Muitos designers gráficos desejam trabalhar sem papel. Mas estando em uma vida profissional, você simplesmente não pode atender seu cliente com base em acordos verbais. Você deve manter a papelada, especialmente um contrato que deixe claro o que foi acordado, para eventuais reclamações indevidas no futuro.

4. Enganar

Ser original deveria ser o seu dogma como um designer gráfico. Copiar trabalhos de outros a fim de poupar tempo e energia é um mau hábito e marca as perspectivas de sua carreira a longo prazo. Você não gostaria de ser notoriamente lembrado como um designer que enganou. Você deve entender claramente a diferença entre inspiração e plágio. Tente usar suas próprias habilidades criativas ao invés de pegar “inspiração” de outro lugar.

5. Criar uma prancha com muitas opções

Um equívoco comum no mundo do design é que mais efeitos criam designs melhores. Mas, na realidade não é assim. Excesso de qualquer coisa é sempre ruim em qualquer área de trabalho. Da mesma forma, quando você insere elementos indevidos em seu trabalho de design, ele passa um ar de complicado e desarrumado. Lembre-se que os melhores designs do mundo são todos baseados na simplicidade e engenhosidade. Mesmo se você ainda cometa erros, nunca perca a fé em si mesmo porque um dia você vai aprender a evitá­los. E lembre-se … “Erros são apenas um começo para criar algo novo”.​

Tradução livre: Fábio Domingos Pedreira

Fonte: Skyje

Sobre o autor

Redação

Redação

Blog voltado para estudantes e profissionais do marketing, design, publicidade e entre outras áreas criativas, levando conteúdo de forma simples.

Assine a nossa Newletter

Junte-se aos nossos leitores inteligentes e receba conteúdo semanal. E o melhor é Grátis!

Confirme a sua inscrição no seu e-mail. Obrigado!